INCÊNDIO VERSOS PANDEMIA!

Hoje, aqui no blog da Revita, recicladora de embalagens longa vida, vamos abordar um tema que é muito comentado, mas que esse ano, infelizmente, tende a tomar uma proporção ainda maior!

As queimadas!

Elas costumam começar para valer em julho e dados Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas) apontam que junho de 2020 foi o mês com maior número de queimadas desde o ano de 2007.

Os incêndios na floresta amazônica podem sobrecarregar os sistemas de saúde e provocar mortes desnecessárias.

A cidade de Manaus possui 2 milhões de habitantes no coração da Amazônia brasileira. Infelizmente, ela está sendo duramente atingida pelo COVID-19. Do outro lado da fronteira, a província colombiana de Amazonas, também tem enfrentado taxas altas de infecções do novo coronavírus. A região tem uma população que beira a 66 mil habitantes e já relatou mais de 2.100 casos.

Contudo, isso tem grandes chances de piorar ainda mais.

O Brasil tem uma característica do seu inverno ser muito seco, com isso, vem as queimadas, tanto naturais, quanto provocadas pelo homem. Os incêndios florestais destroem milhares de hectares da floresta tropical amazônica em toda a América Latina a cada ano.

Agora que o auge das queimadas se aproxima, especialistas dizem que incêndios intensos e as partículas que emanam podem exacerbar as infecções de COVID-19.

Além disso, precisamos levar em conta os povos (sendo indígenas ou pequenas cidades) que vivem por lá e que irão inalar as fumaças.

De acordo com especialistas, o composto gasoso proveniente das queimadas pode afetar muito à saúde das pessoas, agravando doenças respiratórias, como asma, bronquite, rinite e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Em alguns casos, pode ocorrer até mesmo em indivíduos sadios (que não possuam históricos de doenças respiratórias crônicas). Isso acontece porque as partículas presentes na fumaça são formadas de compostos químicos que, ao serem inalados, afetam o sistema respiratório, prejudicando as trocas gasosas.

Nesta época do ano, o número de internações de crianças com doenças respiratórias dobra nas áreas mais afetadas pelo fogo.

No ano passado, quando os focos de incêndio aumentaram 30%, houve aumento de 2,5 mil internações mensais por problemas respiratórios, soma-se a isso o fato de a região Norte do país ter os piores índices de infraestrutura hospitalar e de números de leitos de UTI.

O sistema de saúde de Manaus, capital do Amazonas, por exemplo, já entrou em colapso. Foi a primeira cidade do Brasil a ficar sem unidades de terapia intensiva disponíveis desde o começo da pandemia.

Todo esse caos referente a queimadas é gerado pelo desmatamento. Para reduzir esse número é extremamente necessário dar a real importância que as florestas merecem, deixando de omitir notícias como vem sendo feito!

A Revita, maior recicladora de embalagens longa vida do Brasil, se sente no dever de trazer matérias importantes como essa. Então fique ligado em nosso blog!

« Voltar ao blog

A Revita

A Revita é uma empresa recicladora de embalagens longa vida pré e pós-consumo que reintegra celulose, alumínio e plástico à cadeia produtiva de diversos segmentos industriais.
É uma desenvolvedora de soluções ambientais. Na Revita tudo sempre fica Novo, de Novo.

Quer receber notícias sobre sustentabilidade, reciclagem, entre outros?

Cadastre aqui seu e-mail!

selo FSC

A Revita possui o selo FSC®️ (Forest Stewardship Council®️ ou Conselho de Manejo Florestal). O rótulo FSC®️ no Revitacel assegura o uso responsável dos recursos florestais do mundo! Clique aqui para fazer o download da nova política FSC.