NOVAMENTE COBERTOS PELAS CINZAS

Já iniciamos 2020 com uma trágica notícia. A Austrália está passando pela sua pior temporada de queimadas florestais da sua história. Segundo os pesquisadores da Universidade de Sydney, mais de 1 bilhão de animais foram mortos devido as queimadas.

A vegetação da Austrália, que é seca, fica mais suscetível às altas temperaturas da região. O tempo seco, com pouca chuva e os fortes ventos, ajudam a espalhar as chamas que podem começar com qualquer faísca produzida por atividades humanas ou naturais.

O bioma do país é preparado para uma certa quantidade de queimadas que, por muitas vezes, acabam se tornando benéficas para a floresta. A Austrália é dominada por tipos de vegetação, florestas e savanas, que necessitam do fogo para rebrotar.

Porém, nos últimos anos, a mudança climática foi DRÁSTICA. Isso ajudou a piorar a situação. O governo Australiano declarou recentemente que, para recuperar tudo que foi perdido entre as chamas, seria necessário mais de 5.8 bilhões de dólares.

Em pleno caos climático é bem provável que incêndios como esse se tornem cada vez mais corriqueiros. Como já comprovados em estudos, isso é uma consequência INDIRETA dos humanos.

Isso não nos torna menos culpados. Consequência indireta apenas quer dizer que não fomos lá com um isqueiro, mas este incêndio também é resultado SIM do aquecimento global que NÓS geramos.

Estima-se pela WWF (organização não-governamental, de origem brasileira, que faz a integração em rede mundial de entidades preocupadas com a conversão da natureza) que as mudanças climáticas (ou aquecimento global) foram acarretadas por atividades antropogênicas, ou seja, culpa dos humanos.

Grande parte do aquecimento observado nos últimos 50 anos foi decorrente do lançamento de muitos GEEs de origem humana, decorrentes principalmente da queima de combustíveis fósseis, como o petróleo, o carvão e o gás natural, e dos desmatamentos. Com isso veio o aumento da temperatura global e, consequentemente, as queimadas desgovernadas na Austrália. Esta é apenas UMA das diversas consequências que teremos pelos erros que NÃO PARAMOS DE COMETER.

É triste esse momento que estamos presenciando, pois esse desastre nada mais é do que o impacto negativo que causamos no mundo. Aos poucos, aquilo que dizemos ser “um dano mínimo” acaba se tornando uma bola de neve (no caso, um incêndio incontrolável) e no final quem paga essa conta somos nós mesmos. Por consequência de nossos próprios atos estamos novamente cobertos de cinzas.

Uma imagem do satélite publicada nas redes sociais na terça-feira dia 07 de janeiro de 2020 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) mostrou o Estado do Rio Grande do Sul coberto pelas fumaças vinda da Austrália.

Nós da Revita expressamos por aqui nossos sentimentos. O mais triste é saber que outros seres vivos estão pagando pelos nossos erros.

Se você procura alguma forma de ajudar…

https://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2020/01/saiba-como-ajudar-pessoas-e-bichos-atingidos-pelos-incendios-da-australia.shtml

Através deste link você consegue doar para todas as diretrizes de auxílio na Austrália.

Que tal ajudarmos? Todos somos também responsáveis por esta tragédia. #pensenisso

Mude! Se permita mudar! O mundo depende disso.

« Voltar ao blog

A Revita

A Revita é uma empresa recicladora de embalagens longa vida pré e pós-consumo que reintegra celulose, alumínio e plástico à cadeia produtiva de diversos segmentos industriais.
É uma desenvolvedora de soluções ambientais. Na Revita tudo sempre fica Novo, de Novo.

Quer receber notícias sobre sustentabilidade, reciclagem, entre outros?

Cadastre aqui seu e-mail!

selo FSC

A Revita possui o selo FSC®️ (Forest Stewardship Council®️ ou Conselho de Manejo Florestal). O rótulo FSC®️ no Revitacel assegura o uso responsável dos recursos florestais do mundo! Clique aqui para fazer o download da nova política FSC.